Páginas

Pesquisar no blog

Traduza

sábado, 2 de março de 2013

Apenas um conto

       Olá galera.Vou voltar agora trazendo meu primeiro verdadeiro post do ano,bem,vai ser um dos mais fuleiros[rsrsrs], mas vamos lá,nesse post vou mandar apenas um tipo de conto feito por mim,que no final ficou meio infantil,mas,espero que vocês curtam!!!
       Fora apenas uma história,uma história de terror,história da minha história,só mais um conto de horror.Contos são tão antigos,já não têm nenhum valor,mais antiga é a história,que aqui eu vou compor,história que conto não é,é apenas um aviso,para as pessoas que têm fé,se manterem protegidas.Quando olho para noite,a lua não posso ver,porque lua é luz,mas só a sombra eu posso ter.Toda noite a vagar, espreita pavoroso ser,anda na madrugada, buscando novamente a vida que outrora iria viver.Vaga sob a lua cheia, na maldição do procurado,a sede o maltrata, a fome o caça, mas caçador é seu legado.Essa é sua história, desse monstro exilado,que pela dama da floresta fora transformado.
       Era jovem,era só,não queria a própria vida,uma existência que dava dó.Um dia ele se cansou,quis viver no diferente,continuaria sozinho,mas agora estaria contente,buscou não mais o bem,mas um mal quase inexistente.Tanto ele queria,que tal poder o corrompeu, e de tudo que era normal,ele só buscava o sobrenatural.
       Uma antiga lenda chamou sua atenção,uma dama na floresta,maga da escuridão,senhora da antiga era, de seus problemas a solução,fim do sofrimento,dos desejos mundanos,fim do argumento,de ser apenas humano.E na noite de Dezembro,fria e sombria,só havia o silêncio,e na mata se perdia,apenas um garoto,não sabia o que fazia,mas o medo o corrompeu,medo de uma vida vazia.Gritou e gritou, resmungou,se cansou,desistiu e se sentou,e mais um pouco esperou,e uma sombra finalmente o chamou, sombra que estranha luz emanava,como o prata da lua,mas ainda calada,em sua mente o chamava.
        "Ah!Estranha de brilho pálido e sombrio,guia-me ao meu novo grande destino,guia-me que eu te sigo,dê-me tudo que preciso,e farei tudo que pedires,e no pacto dos pactos selaremos meu destino",A senhora a tudo ouvia,e na mente do garoto insistia e repetia,"siga,que terás o que deseja",e o garoto "Que assim seja!".
       Diante da água ele parou,e ela afundou,o manto negro flutuou e o branco restou,o brilho prata virou luz clara,e o ser sombrio Luna se tornara.Deusa mansa e bela,forte e seleta,que escolhera o garoto para sua morte certa.
       Com sua voz ela falou,e o garoto se encantou,ele a seguiu por mar e no fim se afogou,ela o levou a terra,com um toque apenas ela o abandonou,dizendo em seguida,"seu desejo foi uma ordem,és agora o que queria,tornou-se a escória,e eu,deusa,tenho em mãos toda sua glória".
       O jovem acordou,e passados doze dias ele se libertou,ele não vê luz,ele não vive nem morre,ele vaga eternamente,apenas a lua prateada brilha,e agora tudo que busca é sua dona,Luna,sua Rainha bondosa e fria!
       Vou ficando por aqui,logo chegam novos posts e começo a mudar o blog,até mais galera!
                                                                                                                   R.F.Moreira.




2 comentários:

  1. E os rituais para conversão (transformação) de humano para lobisomem que tu sitaste em postagens anteriores?Tua palavra ainda está valendo?Espero poder ler este futuro post.
    Agradecendo desde já,
    DC

    ResponderExcluir

Seu comentário é o incentivo ao trabalho do autor,quanto mais comentar,mais nosso trabalho melhorará!

Loading...